quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Antes do Amanhecer

Sabe, eu tenho pensado muito em muitas coisas... Mas algumas realmente não me saem da cabeça, como por exemplo por quê complicamos tanto tudo, sempre?!
A vida é um caminho livre, mas parece que fazemos questão de fazer tempestades que derrubam arvores e coloquem um monte de coisas nesse caminho. A vida não é fácil, ninguém nunca falou que era, mas ela é muito menos complicada do que podemos imaginar. O problema está em nós, nessa mania constante de querer mudar as pessoas, os lugares, tudo... Se aprendessemos a viver sem nos cobrar tanto, sem nos criticar tanto, tudo seria tão mais simples, mais leve...
Há tempos assisti (umas 846548 vezes) o filme "Antes do Amanhecer"... É um romance e eu odeio romances, mas esse me deixou pensando em tantas coisas. É a história de dois jovens que se encontram em um trem na Europa e decidem passar um dia juntos, e vivem o amor mais bonito que eu já vi! E bom, o final eu não vou contar pra vocês por quê não sou estraga prazeres, mas me peguei chorando, depois de sentir tanta coisa boa durante  filme.. Exatamente pela leveza com que os personagens levam a vida, como eles vivem o que tem que viver, sem fazer firulas, sem cobranças, simplesmente com liberdade. 
Foi aí que eu notei que estamos todos errados.
Que a vida é muito mais valiosa do que pensamos e do que a fazemos parecer. Que todos os dias, todos os momentos, cada riso, cada lágrima são únicos. Nunca mais vão se repetir. E que ao invés de reclamarmos por esses momentos passarem tão rápido, deveríamos era agir com mais intensidade, com mais amor, com mais dedicação cada um desses momentos. Dizem que "tudo o que é bom dura pouco, mas dura suficiente para se tornar inesquecível", pois bem, a vida é assim. É simples, é formada de momentos. E se passarmos o tempo todo a reclamar, a chorar, a deixar a vida de lado por coisinhas do cotidiano vamos perder tanta coisa boa que poderia estar acontecendo.
Aí vocês dizem: "é fácil falar!". Também penso assim, aliás as pessoas que me conhecem sabem como eu sou, eu não consigo agir dessa forma como estou falando aqui, por quê nós ao longo do tempo tornamos isso difícil e cabe a nós mesmos mudar esse quadro. 
Então vamos levantar essas bundinhas gordas da cadeira e vamos agir, viver seja lá como for. Pra no final do caminho, sobrarem somente sorrisos e felicidade nas lembranças, e não arrependimentos...

2 comentários:

  1. Aham... parece que desperdiçamos vida, como se soubessemos qto vamos ter pra viver ainda...

    ''O tempo não comprou passagem de volta. Tenho lembranças e não saudades.''

    Mário Lago

    ResponderExcluir
  2. Você pode não ganhar grana com as postagens do seu blog, mas consegue transmitir coisas boas ;)

    Talvez o que rolou na comunidade foi algum tipo de "mesquice" minha, foi desagradável e seria muito ruim se tivesse te perdido por aquilo, espero que esteja bem mesmo com relação a aquilo.

    Gosto de você, Marina!

    ResponderExcluir